Translate

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Sobre Líderes, Política, Religião e Você





Quando a gente fala em assuntos polêmicos, em discussão sem fim, é porque, geralmente, temos diferenças arraigadas, quase que marcas de nascença, e ninguém pode tirar nossa opinião, pois ela é nossa! Às vezes, é uma obsessão defender certas coisas, tomar certos partidos ou ficar em cima do muro. Realmente, tem coisas que a gente não consegue entender por conta da nossa história pessoal, do nosso nível de consciência e de abertura para o novo. Mas qual o nosso papel para avançarmos o pensamento?



Muita gente vai dizer que é uma questão geracional, de juventude, de estar vivendo em uma época de maior liberdade ou não. Tudo bem, tem a ver, mas não é só isso! A nossa época é a mais liberal de todas, temos tanta informação, conhecimento, oportunidades de aprendizado e porque o conservadorismo continua ganhando adeptos? Porque uma parcela grande da juventude é tão conservadora em ideias, em opiniões? Será que é a formação política, a religião? Ou a falta delas? O que?



Saber valorizar a educação é uma forma de avançarmos como uma sociedade, um país, que quer melhores condições de vida para todos. É preciso saber olhar para frente, mas, claro, entendendo o nosso passado, as nossas diferenças, sejam elas, políticas, ideológicas, religiosas, etc. A História é nossa aliada e nos ensina a pensar. Quando a gente tenta entender algo por esta perspectiva tudo fica mais claro, e, ao mesmo tempo, nos exige mais estudo, mais dedicação, mais leitura, mais pesquisa, mais capacidade de pensar.


Na História a gente entende o papel dos líderes em cada época. Sua participação fundamental para que o curso da História da Humanidade ande para a frente ou para trás. Che Guevara, Mahatma Gandhi, Martin Luther King, José Mujica, Lula e Papa Francisco são exemplos de pessoas que, com suas ideias e ações, mudaram e estão mudando o mundo, as estatísticas, os resultados, as opiniões, abriram diálogos, abriram cabeças e estão influenciando ativamente o pensamento das pessoas, a todo momento, velhas e novas gerações.



Eu sempre vi a História como uma força motora da vida em sociedade, que é capaz de mudar destinos de toda uma nação. Uma pessoa, um pensamento e até sentimentos fazem parte da História. E quem faz a História acontecer? Somos nós, eu e você, e mais milhares de outros seres humanos. Com a ajuda importante dos líderes, é claro! Sejam eles políticos, religiosos ou apenas pessoas de cabeça aberta, com uma certa frequência espiritual do bem!



Se a gente tem essa consciência do nosso poder, se avançar é preciso para salvar a humanidade da fome, do desamparo, da destruição e da barbárie, porque estamos discutindo as coisas nos apegando a ideias e a pensamentos? Porque somos egoístas, mesquinhos, vaidosos, pretensiosos, arrogantes e insanos. O nosso papel aqui é ser um líder também, mas é agir como um líder de verdade! É necessário saber ser humilde, servidor, disposto a dialogar e aprender com os outros, a delegar, a compartilhar e a ser cooperativo. É um papel que nos exige abandonar certas opiniões e a trabalhar com outras bem melhores.



Nós podemos ter diferenças de toda ordem. Elas são importantes e sempre existirão. Mas não podemos nos furtar a um chamado pela Paz, pela união, por um consenso que implica a luta por um mundo melhor, mais inteligente, humano e saudável. Para o mundo mudar, avançar, basta que você mude!


Nenhum comentário: