Translate

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Seminário “Vertentes da viola no Brasil: tradição e inovação”

O Seminário “Vertentes da viola no Brasil: tradição e inovação” é uma das ações do projeto Voa Viola e irá acontecer nos dias 30 de novembro, 1 e 2 de dezembro. O encontro acontecerá no SESC Venda Nova, em Belo Horizonte, e os três dias serão repletos de música, debates e muita prosa.
O Seminário contará com 4 mesas temáticas, onde os participantes poderão encontrar mestres tradicionais, violeiros pesquisadores, antropólogos, profissionais de mídia, entre outros, para debater temas atuais da viola.

O Seminário também será uma oportunidade para a Rede Voa Viola poder se encontrar pessoalmente e ampliar as discussões dos fóruns, além de aprofundar os laços de amizade. A confraternização é um aspecto importante desse projeto, então teremos duas noites de Palco Aberto, em que serão feitas rodas de viola com os violeiros presentes. O Voa Viola disponibilizará um Espaço da Viola, aberto aos luthiers e violeiros para divulgação de seus trabalhos, e promoverá um momento descontraído de trocas de causos e músicas, conduzido pelo mestre de cerimônia Josino Medina.

Para se inscrever, é necessário preencher o Formulário de Inscrição online aqui. O SESC Venda Nova conta com a disponibilidade de hospedagem em quartos duplos ou triplos e isso poderá ser requisitado no momento da inscrição pela taxa descrita no Formulário.

Não será cobrada taxa de inscrição para facilitar o acesso de todos os violeiros do país. Os participantes inscritos receberão certificado. No dia 1º, à noite, ocorrerá saída para o teatro para o show do Voa Viola, no Palácio das Artes.

confira a programação do seminário: http://migre.me/2zSfY

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Audiovisual das Américas, Diversidade Cultural e Mídia Digital

O festival internacional IMAGEM DOS POVOS realizará mais uma ação para aproximar o público das produções audiovisuais das Américas e África, entre os dias 29 de novembro e 12 de dezembro. Durante esse período e pela primeira vez no país, um Festival disponibilizará, durante 14 dias para escolas, associações comunitárias e organizações culturais o acesso via internet ao repertório de filmes africanos, caribenhos e afro americanos. A iniciativa do festival faz parte também das atividades comemorativas do mês da consciência negra.
O modelo proposto pelo Imagem dos Povos segue a linha adotada pelos festivais Sudance e Tribeca, ambos dos Estados Unidos, que realizaram bem-sucedidas experiências no ramo. O objetivo é disponibilizar dos 19 filmes que foram exibidos durante a programação do festival, oferecendo mais uma oportunidade àqueles que não tiveram chance de comparecer ao Cine Belas Artes, em Belo Horizonte, entre os dias 17 e 23 de setembro, quando foram realizadas as exibições do Imagem dos Povos.

Como acessar:

O repertório de filmes estará disponível no site http://www.imagedosmdospovostv.com/ e serão exibidos por streaming. A escola, organização ou associação interessada em acessar os filmes deve solicitar a inscrição através do e-mail: iptv@imagemdospovos.com.br. Esta mensagem será respondida com uma senha de acesso que terá a validade de 24 horas a partir do primeiro acesso. Cada senha dará direito a acesso a apenas um filme por vez, no entanto, uma mesma instituição pode solicitar acesso a filmes diferentes durante o período de exibição via internet.

Os filmes poderão ser assistidos diretamente na tela do computador ou conectados em projetores ou aparelhos de televisão. No entanto, é necessário estar conectado pela internet durante todo o tempo da projeção. Caso seja necessário, no espaço de 24 horas, a sessão poderá ser interrompida e reiniciada.

A sinopse completa dos filmes disponíveis em cada bloco está disponível no endereço: www.imagedosmdospovostv.com.

Tempo de Curtas em Belo Horizonte

Entre 30 de novembro e 7 de dezembro a capital mineira recebe um dos mais importantes eventos na área das artes visuais no Brasil: 12º Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte. O Cine Humberto Mauro e a Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes, e o espaço CentoeQuatro serão palco de diversas atividades, como cursos, mostras especiais e competitivas, além de eventos paralelos, que formam a programação do Festival. O evento consolidou-se como uma das mais importantes alternativas de estímulo à criação, discussão, exibição e circulação das produções de curtas metragens no País.
As exibições do festival têm entrada gratuita e os ingressos são distribuídos 15 minutos antes das sessões, nas bilheterias de cada local.

Data: 30 de novembro a 7 de dezembro

Local: Palácio das Artes (Cine Humberto Mauro e Sala Juvenal Dias) e Espaço CentoeQuatro

Programação Completa: http://www.festcurtasbh.com.br/

Informações: 31 – 3236-7400 / http://www.fcs.mg.gov.br/

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Novas diretrizes em tempos de paz

O Sinpro Minas apresenta a peça teatral "Novas diretrizes em tempos de paz", de Bosco Brasil, indicado como melhor espetáculo no Prêmio Sinparc/Usiminas em 2006. A peça narra a história de um judeu polonês, refugiado de guerra, que tenta conseguir seu visto de entrada no Brasil durante a ditadura de Getúlio Vargas e no final da Segunda Guerra Mundial. Logo após a apresentação haverá debate com o diretor de teatro, Fernando Couto. A entrada é franca.


Data: 04 de dezembro – sábado
Horário: 18 horas
Local: Sinpro Minas – Rua Jaime Gomes, 198 – Floresta - BH

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Leve solta !


Tal qual uma borboleta
A menina sai para a vida
Ele vem e volta
sem saber onde fica...

Vai que a vida é sua !


quinta-feira, 18 de novembro de 2010

É com este que eu vou!

Elis Regina -  É com este que eu vou! (TV Cultura)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Documentário "Aboiador de violas"

VÍDEO-DOCUMENTÁRIO - Pereira da Viola

Aboiador de Violas

Produção, Direção e Edição: Tata Lobo e Léo Rodrigues

Duração: 62 minutos

Sinopse: Nascido em uma pequena vila no Vale do Mucuri, em Minas Gerais, Pereira da Viola se tornou um dos principais músicos da nova cena do instrumento que adentra o seu nome artístico. Com seis discos gravados, o violeiro não deixa de lado as origens e alia sua obra a uma compreensão própria de cultura popular e ao compromisso que mantém com os movimentos sociais ligados à terra.

Lançamento: 20 e 21 de novembro, 18h, no Usiminas Belas Artes Cinema (Rua Gonçalves Dias , 1581).

Entrada franca. Serão distribuídas senhas 30 minutos antes de cada sessão.

Visite o blog http://aboiadordeviolas.tumblr.com/

Como chegar?

Mapa - http://migre.me/27lL1

Street View - http://migre.me/27mEO
Aboiador de Violas


Aboiador de violas

Aboio é o canto para os bois, comum no nordeste brasileiro e no interior de Minas Gerais, que dá orientações para a movimentação da boiada. Tendo vivido grande parte de sua infância e adolescência na roça, Pereira da Viola conviveu e aprendeu a arte vendo a prática dos aboiadores. No entanto, morando atualmente na capital mineira, distante dos bois, seu conhecimento se torna de pouca utilidade prática. É, porém, um líder destacado de um amplo movimento cultural e político que circunda a viola caipira, o que faz dele um Aboiador de Violas, título de uma de suas músicas e agora também de um vídeo-documentário. Produzido e dirigido por Tata Lobo e Léo Rodrigues como projeto de conclusão do curso de graduação em Comunicação Social da UFMG, Aboiador de Violas aborda a relação de Pereira da Viola com a música, a cultura popular e os movimentos sociais ligados a terra. A estreia está marcada para os dias 20 e 21 de novembro, às 18h, no Usiminas Belas Artes Cinema (Rua Gonçalves Dias, 1581). As sessões terão entrada franca. Na primeira semana de janeiro, durante as manifestações da Folia de Reis, haverá o lançamento na vila onde o músico nasceu e viveu parte de sua infância: São Julião, distrito de Teófilo Otoni.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

O papel da internet na comunicação

O programa de TV do Sinpro Minas exibiu no último domingo, dia 07 de novembro,  uma entrevista com o professor e coordenador da pós-graduação em Mídias Digitais do Instituto de Educação Continuada da PUC Minas, Jorge Rocha. Ele falou sobre o papel da internet na comunicação. Confira.






O Extra-Classe é exibido todos os domingos, às 8h50, na Band Minas. No próximo domingo (14/11), o programa vai abordar os 20 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Não perca!

http://www.sinprominas.org.br/

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Arte Contemporânea - das ruas para a galeria



Um livro de Lewis Carrol com ilustrações de Luiz Zerbini, mangás de Junko Mizuno, um volume sobre pin-ups, outro sobre Hollywood Costume Dresses, um iPhone, canetas, tintas, pincéis, plantas, paredes manchadas de tinta e cristais Swarovski dividem o ateliê com Nina Pandolfo, paulistana de 33 anos que começou a grafitar nas ruas da metrópole em 1992 e está conquistando fiéis admiradores. Olhos grandes, fala mansa e gestos delicados são as características da artista refletidas em suas obras.


Em sua recente exposição “Desafiando Sonhos”, realizada na Galeria Leme, em São Paulo, as obras foram vendidas rapidamente para pessoas que se encantam pelo trabalho da artista, como a colecionadora Ana Carolina Reis. “Apaixonei-me pelas telas dela há um bom tempo, as meninas retratadas, o lado lúdico e cheio de detalhes do trabalho. Pirei com essa última exposição em que ela foi mais para a pintura do que para o grafite. A Nina já tinha um diferencial, uma doçura, um detalhismo que ficou mais evidente. Acho que isso refinou o trabalho dela e o valorizou ainda mais.”

Nina é um nome importante da atual cena da arte contemporânea brasileira, um mercado que está muito aquecido. Seus trabalhos são procurados por colecionadores neófitos e veteranos interessados em novidades. “O trabalho dela valorizou mais de 100% nos últimos anos em função do aumento da demanda. A ponto das duas últimas exposições (com cerca de 10 obras cada) terem sido abertas totalmente vendidas”, afirma o galerista Eduardo Leme.


Para o crítico de arte Tiago Mesquita, “muita gente nova tem vendido muito e com mais frequência. Esse entusiasmo em relação à arte contemporânea é paralelo à prosperidade atual. O caminho das fortunas acompanha o investimento em obras”. Para Mesquita, “a novidade é que gente que nunca comprou está começando a comprar”.

A maturidade adquirida ao longo dos últimos dez anos transportou as personagens de Nina, antes espalhadas por paredes e muros ao longo da cidade de São Paulo, para galerias, museus e até um castelo. Uma das poucas mulheres presentes na cena "street-art" contemporânea, ela se destaca em seu gosto pela experimentação, a busca de novas mídias e meios para expressar sua arte.

Fonte: Portal IG

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

A energia que vem do silêncio

Quando estamos quietos, nos damos conta de que alguém (ou alguma coisa) está procurando nos ensinar. Sempre que conseguimos parar nosso diálogo interior, algo de extraordinário termina acontecendo em nossas vidas. Descobrimos coisas que jamais pensamos conscientemente, mas que estão ali, prontas para nos ajudar.

Entretanto, o difícil mesmo é conseguir atingir este silêncio – nossa cabeça vive ocupada com músicas, listas, coisas para fazer, preocupações, notícias de jornais, cálculos matemáticos sobre nossas possibilidades financeiras.

Se conseguirmos deter este fluxo inútil de reflexões que não nos conduzem a lugar nenhum, tudo passa a ser possível.


Paulo Coelho