Translate

sábado, 9 de janeiro de 2010

Avatar é o filme !!!


Depois de ler algumas matérias e criticas sobre Avatar, fiquei louca pra ver o filme. Sabia que, por algum motivo, esse filme seria muito importante pra mim. A ligação e a mensagem sobre a preservação do meio ambiente, um filme épico magnífico visualmente, deslumbrante pela beleza e poesia, e uma grande experiência sensorial. Mas, além disso, Avatar é uma experiência mística. Uma experiência de redenção, de transformação espiritual e física. Quem assistiu e não se deteve apenas nas cenas de ação e aventura, que são sensacionais, percebeu que a história trata da força da espiritualidade de um povo, de uma energia muito forte e presente também nas nossas vidas. E, assim, fez conexões com nosso universo real e se emocionou  muito. Eu nunca chorei em filmes desse gênero, mas Avatar conseguiu me comover e arrancar muitas lágrimas. Não sei em que ponto exatamente entrei na história e tanto quanto Jake me identifiquei com aquele povo e com sua história. Tornei-me um Avatar também. Talvez seja esse o fascínio que os jogos eletrônicos deste tipo causem nos seus jogadores. Há mais que uma integração, há uma formação de identidade, de desenvolvimento de valores e de crenças que no filme formam a cultura dos Na'vi, e isso não é uma experiência tão sutil. Você lutaria por aquele povo com todas as forças do universo. Por isso, ver Avatar é tão forte, uma experiência arrebatadora.

Pra mim, que sonhei com o filme essa noite, não com as seqüências de guerra, mas com a sua mensagem – tudo ficou muito claro. Muita gente vai sentir o que senti, em intensidades diferentes, claro. Mas, o que fez toda a mágica da história do filme não foram as cenas sensacionais produzidas com uma tecnologia revolucionária. Elas ajudaram, claro, e muito. Colocaram, por exemplo, mais realidade nos olhares apaixonados trocados entre o protagonista Jake e a nativa de Pandora,Neytiri. Sem dúvida, o grande motor dessa história foi a força do amor entre eles, que percorreu toda a evolução do filme e acabou  mudando o destino do povo Na'vi. Foram as capacidades humanas de um ‘outro’, considerado alienígena e primitivo, que salvou o povo Na’vi e o próprio protagonista. A experiência de Jake poderia se reduzir a uma palavra – alteridade. A palavra possui o significado de se colocar no lugar do outro na relação interpessoal, com consideração, valorização, identificação e capacidade de dialogar com o outro. Jake foi o escolhido, mas ele também escolheu o Amor. Uma escolha muito difícil para os homens do passado e ainda dos nossos dias. O europeu que chegou aqui nos idos de 1500 não percebeu a riqueza real do nosso povo. Agora, por força da dor, todos estão percebendo. Avatar é o filme por isso !!!

Nenhum comentário: