Translate

domingo, 5 de setembro de 2010

Reflexão




Só, na luz escura do tempo,
vou me ruindo a cada instante.
Busco encontrar pontos perdidos,
em um horizonte de mutantes paixões.
Vejo o raro e o obscuro,
em chão sem asas pra voar.
Sinto o belo e crivel,
escuto uma cegueira e um clarão.

A luz e o tempo infinitos ...

Nenhum comentário: